sábado, 26 de setembro de 2009

Grupos de teatro e música aderem ao movimento "arte pela barbárie"

video
Diferente do movimento "arte contra a barbárie", os grupos em atividade em São Paulo, ao meu ver, estão reagindo pela barbárie. Não a barbárie do sistema capitalista, desumano e coisificante, mas a barbárie da loucura do fazer artístico, da mobilidade e transformação, por um lugar possível para as artes, pois hoje estamos em uma sociedade que preza pelos espetáculos e não pela arte. Há uma tendência a imobilizar os artistas, especialmente os atores, mais engajados em posições políticas e resistência que outras linguagens......................(22 segundos pela barbárie)linguagens artísticas. Quanto mais o capitalismo se desenvolve, mais insensibilidade, mais ter ao invés de ser, menos pensamento, menos arte.

Nenhum comentário: